Número total de visualizações de página

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

SIMPLES ASSIM


Eu hoje estou com pouca fé, falta-me a esperança.
Ainda assim o meu coração impele-me para diante, e não quer que eu desista.
Hoje em dia já me restam poucos sonhos.
Apenas coisas simples.Como simples, é o meu coração...
Uma casinha confortavél, perto do campo e do mar, animais á minha volta, domésticos e selvagens.
Um companheiro que me ame, tanto, tanto! E que eu ame também, tanto quanto ele.
Um trabalho que me traga alegria e prazer, a mim e aos outros.
Comidinhas boas á volta da mesa, a visita de amigos daqueles, que não precisam de cerimónias.
Música alegre, á minha volta, roupas leves e esvoaçantes.
E mais nada.Eu não peço mais nada.
Apenas isso...
Apenas esse amor, essa sensação de pertença, e essa paz.
Eu queria tanto ainda ser feliz nesta vida...

Cláudia

2 comentários:

Amaral disse...

Assim não vale!...
Derramas tanta ternura nas tuas palavras que apetece gritar ao universo para que esteja atento e "olhe" com mais atenção...
Com esse "desejo" tão cheio de côr, tão cheio de simplicidade e candura, é impossível que "algo" não esteja já condicionado e pronto a servir...
Com toda a certeza, cedo, cedo, umas roupas leves e esvoaçantes estarão ganhando vida, de mãos dadas com o barulho do mar...
Terás a tua casinha, o teu companheiro, o teu trabalho, comidinha, amigos, música, música, música nessa sensação de paz e felicidade...
Só pode ser... assim!...
Porque é esse o teu desejo.... e aquilo que mereces... nesta vida!

Cláudia disse...

Amaral, aconchego-me nas tuas palavras, e peço a Deus que me encha dessa certeza que tu tens dentro de ti.Dessa confiança que eu perdi, não sei como nem quando.Obrigada, por me fazeres soltar lágrimas de gratidão, que há tanto tempo pediam para sair...És uma benção.