Número total de visualizações de página

sábado, 2 de junho de 2007

YIN E YANG


A nossa parte femenina, capaz de se render, é passiva.Não faz nada. O processo de espiritualização - tanto nos homens como nas mulheres- é um processo de feminização, um serenar da mente. É o culto do magnetismo pessoal.

Este aspecto atractivo, receptivo e femenino da nossa consciência é o espaço da rendição mental. Na filosofia taoísta, o "yin" é o princípio femenino, representando as forças da Terra, enquanto que o "yang" é o masculino representando o espírito.

Quando Deus é referido como sendo "Ele", então toda a humanidade se torna "Ela". Isto não é uma questão de homem-mulher.

A referência a Deus como um princípio masculino não colide de maneira nenhuma com a convicção femenista. O nosso lado femenino é tão importante como o masculino.

A relação certa entre o príncipio masculino e femenino é a de que o femenino se rende ao masculino. Rendição não é fraqueza nem perda. É uma não-resistência poderosa. Através da abertura e da receptividade da consciência humana, o espírito é autorizado a penetrar nas nossas vidas e a dar-lhes significado e orientação. Em termos crísticos, Maria simboliza o femenino que existe dentro de nós e que é fecundado por Deus.

A fêmea permite este processo e realiza-se ao render-se a ele, não representando fraqueza da parte dela, mas sim força.

Cristo na Terra tem Deus como pai e a nossa humanidade como mãe.

Através de uma ligação mística entre o humano e o divino, nós damos à luz o nosso Ser mais elevado...


( Regresso ao Amor- Marianne Williamson )

6 comentários:

Luzidium disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcelo disse...

Bem legais suas explicações aqui sobre yin e yang.
Quero fazer uma tatuagem com esse símbolo, agora entendo melhor seu significado.
Muito bom, mocinha.

Smack!!!

Jonice disse...

"Rendição não é fraqueza nem perda. É uma não-resistência poderosa."
Acho que estas duas frases têm um excelente poder de sintetizar uma emorme sabedoria.
Beijinhos :)

tb disse...

quando o homem entender oque é a sua essência o mundo será diferente. O equilibrio será uma constante.
:)
beijinho

Amaral disse...

O Yin e yang, símbolos da harmonia perfeita...
Sei que Marianne Williamson tem obras muito inspiradas, e não vou esquecer de auscultar o mercado livreiro...

Cláudia disse...

p/luzidium-Cada vez existem mais pessoas a despertarem para as maravilhas da Mãe Gaya.É como diz o povo:" bom filho,à casa torna..." e já não era sem tempo.
Quanto à escolha da tela... O trabalho dele é de facto espectacular, e já não é a primeira vez que o uso.Ainda bem que partilhas da mesma opinião. bjo...

p/marcelo-Pois ainda bem que te ajudei a entender o significado.Acho muito importante sabermos o que vamos tatuar em nosso corpo, porque afinal, vai ficar connosco por muito tempo.Acho que fizeste uma excelente escolha, pois na minha opinião, o símbolo tem tudo a ver contigo.Tens ambos os lados muito bem integrados...

p/jonice-Frases lindas de morrer não é? Vou aproveitar para publicar um post acerca da rendição.Do mesmo livro, da mesma autora.Estou fascinada com o que ela escreve. Só me resta partilhar com vocês...bjo doce para ti.

p/tb- O homem está a caminhar para isso.O equilibrio começa dentro de cada um de nós.Somos pequenos, mas podemos fazer uma grande diferença... :) bjos

p/amaral-Obras inspiradas é bem o termo, amaral.Eu ando super inspirada com este livro dela e garanto-te que também vais ficar.