Número total de visualizações de página

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

COMPROMISSO


Quando um homem faz o que deve ser feito, isso é um compromisso.


Quando um homem arca com as suas responsabilidades, não as materialistas que só fazem com que se distancie de si próprio, mas as suas responsabilidades etéreas, tais como ser quem é, conhecer-se o suficiente para optar de acordo com o que é e o que foi à terra fazer,isso é compromisso.


O teu compromisso é comigo, ente superior de origem sagrada, é com todo o povo do céu, que te protege e guia, mas também é contigo, com o teu ser mais profundo, que fala de ti para ti, com toda a intimidade do mundo, dos seus anseios e das suas paixões.


Este é o compromisso.


Hás-de saber honrá-lo, para fazeres uma boa estadia na terra.


Hás-de saber cumprir cada alínea deste acordo prévio que fizemos, em que tu irias honrar a energia pura do céu estando aí, no meio da densidade.


Nunca deixarias de acreditar.


Nunca deixarias de ser.


Nunca deixarias de optar sempre pela voz da intuição, que te diz hoje onde estarás daqui a um tempo que nem consegues alcançar.


Essa voz sábia que te guia pela jornada só fica nítida depois de selado o pacto.


Depois de aceite o compromisso.


Estou á tua espera cá em cima.


Medita.


Vamos juntos acader ao compromisso de nunca mais na tua vida abrires a boca para dizer, ou levantares o braço para fazer, algo diferente daquilo que realmente és...




Jesus




( Retirado do livro Luz pergunte, o céu responde-Alexandra Solnado.)

2 comentários:

Marcelo disse...

Realmente são belos toques.
O fato é que, mesmo sabendo de tudo isso e acreditando em tudo isso, acabamos por cometer os mesmos erros e alguns até piores.
A vida é mesmo uma escola e todos temos direito à novas chances exatamente porque todos estamos sujeitos a errar e errar...

Grato por sua delicada visita ao meu blog.

Beijos,
Marcelo

Cláudia disse...

Obrigada por retribuires a visita Marcelo.Gosto muito da tua escrita, e os teus comentários são valiosos mim.Beijos, e continuação de erros e enganos numa vida que de outra forma seria sem surpresas.