Número total de visualizações de página

domingo, 30 de setembro de 2007

A BELEZA


Então olhou-me, e com o meio-dia dos Seus olhos sobre mim, disse: " Tens muitos amantes, mas só Eu te amo."

Os outros homens aman-se a si próprios em ti.

Eu amo quem tu és.

Os outros homens vêem em ti uma beleza que perecerá antes que os anos passem,

Mas eu vejo em ti a beleza que não perece, a beleza que no Outono dos teus dias não receará olhar-se no espelho, a beleza que não será ferida.

" Só eu vejo em ti o que não se vê."


Kahlil Gibran

4 comentários:

Amaral disse...

Perfeito!
A beleza absoluta não se vê e é essa beleza que o Amor reconhece, abraça, ama!
A beleza que o Amor vê não se reflecte num espelho!
Li, entendi, sorri!

david santos disse...

Sim. Há coisas que os olhos não vêem. Só o amor.
Parabéns.

Jonice disse...

Que maravilhoso!

Hoje vim no cyber pra poder deixar algumas letrinhas, querida. Mas lá em casa eu leio todos os textos que publicas, só não consigo comentar.

Tem uma semana abençoada e um beijinho :)

Cláudia disse...

p/amaral- E eu sorri com tuas palavras também.A beleza interior é aqui descrita pelo Kahlil exactamente como ela é.Por isso é tão perfeita.Adoro a forma deliciosa como ele consegue descrever o que é subtil.Um abraço amigo para ti...

p/david santos- O amor sente-se.Não se vê, mas está em toda a parte.Muito obrigada pela sua visita.

p/jonice-Sinto-te feliz nas palavras que escreves, e isso é muito bom.Não importa se deixas comentários, ou não.A tua presença aqui, é sempre sentida.Beijo encantado para ti querida e muito obrigada pelo carinho...