Número total de visualizações de página

domingo, 5 de agosto de 2007

CORAGEM


Muita coragem foi necessária para chegar até aqui...
Quantos tropeços, quantos recuos, quantos medos...
Fui traída quando era ainda inocente, enganada quando era ingénua,
Abandonada quando mais precisava de um abrigo.
Todas as experiências que tive relacionadas com o amor,
Pareciam destinadas ao fracasso, a sucessivas separações.
A impotência que senti nesses momentos que pareciam eternos,
Deixavam marcas profundas á sua passagem, e a pouco e pouco,
Fui construindo uma muralha á volta do meu coração.
Fiz juras de que nunca mais iria sofrer por causa do tal do amor.
Nunca mais iria cair na armadilha de me entregar assim.
Para não sofrer...
Aos vinte e cinco anos decidi selar o pacto que tinha feito com algo permanente.
Fiz uma tatuagem nas costas com um coração atravessado por uma foice.
Passei horas na loja á procura do desenho, e de repente...
Encontrei. Escolhi-o em tons de amarelo e azul turquesa.
Nada de vermelhos, pensei eu.
Já sangrei o suficiente.
O coração já basta para que percebam que se trata de amor, ainda que ferido...
Mas por ironia do destino, o tatuador achou que ficava melhor de vermelho,
Afinal, eu era uma menina...
E os corações são todos vermelhos...
Como estava de costas, só consegui ver o resultado quando já não havia nada a fazer.
Não liguei... afinal, o pior já tinha passado.
Tanto medo que doesse, e não dei um ai sequer...
Mais um acto de coragem...
Ao fim de seis meses, o coração começou a inchar, a ficar em relevo.
Após uma consulta no hospital, o diagnóstico não deixava margem para dúvidas...
A menina tinha feito alergia á tinta vermelha!
Mas que coisa, pensei eu...
Que mania que os homens têm de não dar importância aos meus desejos!
E assim começou uma odisseia que durou cerca de um ano.
Sempre a voltar ao tal hospital, a levar injecções em cada ponto da tatuagem.
E doeu...
Mas nem um ai saiu da minha boca.
Tive a sorte de ser atendida por uma médica fabulosa.
Daquelas raras, que te olham nos olhos, que se ocupam de ti. Mesmo...
E sem me dar conta, lá estava o amor a querer entrar sem que eu tivesse a coragem de o mandar embora.
Na última consulta, fui-me embora agradecida, de fugida, para que ela não notasse a lágrimas que teimavam sair dos meus olhos.
Esses espelhos da alma, que sempre me traíram quando me quero enganar...
Tantas coisas aconteceram desde então...
Tenho alturas em que o meu coração está encolhido como uma mola,
Noutras, está tão dorido que nem consigo sair á rua.
Mas essas alturas são cada vez mais raras.
Porque percebi que nessas alturas, estou enganada que é tudo mentira.
O meu coração é incomensuravél, e cabe lá tudo e cabem lá todos.
Não importa se vou rir, se vou chorar, se vou bater com a cabeça nas paredes,
Se perco ou se ganho.
O que importa, é que percebi que aconteça o que acontecer, eu fui feita para amar.
O que importa, é que aconteça o que acontecer, eu estou aqui para amparar as minhas quedas e celebrar as minhas vitórias .
É preciso coragem, e eu tenho-a de sobra.
Eu sou uma guerreira da luz.
E todo o guerreiro da luz sabe...
Que ser corajoso, é saber que o medo não oferece resistência ao amor.
Por isso eu amo...
Corajosamente!

Este post é dedicado ao meu amigo Amaral, que me deu o amor necessário para que a coragem viesse á tona.Um bem haja para ti...

17 comentários:

Amaral disse...

Sinto-me feliz por isso, Cláudia!
Mas sei que não fui eu que te ajudou a reencontrar aquilo que perderas!
Apenas Tu.
Não apenas com a Coragem, mas também com a Força e a Luz que faz de Ti Aquilo Que És.
Continua, Guerreira da Luz!

R Lima disse...

Qto sentimento que traduz tão belamente em palavras...

Parabéns!!!


[ http://oavessodavida.blogspot.com/ ]

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

Jonice disse...

Ter coragem de sobra e saber que tem � d�diva alcan�ada por quem faz a jornada interior em busca de auto-conhecimento. Uma merecida d�diva. Parab�ns, Cl�udia.
Tem uma �tima semana e um beijinho :)

Cadinho RoCo disse...

O amor que aparenta enfraquecer-te, é justamente aquele que denuncia tua força.
Cadinho RoCo

Cláudia disse...

p/amaral-Ainda assim amigo, não subestimes a força que tuas palavras trazem á minha alma.Obrigada por tornares o meu caminho muito mais luminoso.um beijo grande...

P/r lima-Obrigada por deixares aqui a tua sensibilidade e o teu carinho.Já fui espreitar o teu cantinho e foi só beleza de palavras que encontrei.Com muito sentimento...

p/jonice- A mesma querida de sempre! É tão bom receber-te aqui jo... muito obrigada pelas tuas dádivas também.

p/cadinho roco- É verdade cadinho, foram essas mesmas palavras que usei há um tempo atrás para falar da minha mãe.Grata pelo teu comentário e um beijo de Portugal para ti...

Marcelo disse...

Nossa, Claudinha. Eu sempre quis fazer uma tatuagem (yin yang) mas agora fiquei até com medo, hehehe.
E tens razão, para amar é necessário ter um bocado de coragem.
É um sentimento volátil demais.
Mas, por outro lado, o que nos inspira a viver.

Beijos, menininha.

Ana disse...

Por vezes Cláudia é preciso batermos com os pés no chão para termos impulso suficiente para chegarmos ao cimo.... Contigo acho que foi isso que se passou. As palavras e o Amaral assim como os teus amigos foram o impulso necessário para que tivesses a coragem de escrever este post que acho simplesmente FABULOSO... pk admitir a dor é o começo paraque seja atenuada.

Beijos eternos de mim para ti

eremita disse...

Tão jovem e já com tanto saber acumulado...Vim do Laramablog até aqui, e gostei. Voltarei um destes dias.
Foi um enorme gotso descobri-la neste emaranhado.
Fraterno abraço

eremita disse...

Voltei para te deixar um alerta. Não sei o que se passa mas de todos, e digo mesmo todos, os links que tens no blog só 2 abriram: o Laramablpog e o Odisseia.
V~e lá o que se passa.
Fraterno abraço

eremita disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Rosa Maria disse...

Eu venho do Amaral, e vim ver a quem era dedicado aquele lindo poema que ele escreveu, e passei a conhecer um outro cantinho que decerto me vai agradar visitar sempre que puder.
Já agora, acho que tens um amigo mt, mt especial, de facto, e que penso que tu, o mereces sem qualquer dúvida.
Ainda bem que arranjaste a coragem necessária...
Fica um beijo

Um Momento disse...

Estou sem palavras
Se me for permitido ...
Abraço-te FORTE!!!
Também eu vim através do Amaral

E sinceramente estou comovida
Olha...
Um Beijo...

(*)

Cláudia disse...

p/marcelo- Que bom ter-te de volta má! És das pessoas que melhor sabe descrever,escrevendo, esse sentimento maravilhoso que é o amor.Tens a sensibilidade necessária, e a coragem imprescindivel.Faz a tatuagem sem medos, porque é como já te disse um dia: tem tudo a ver contigo... beijo grande.

p/ana-Fiquei emocionada com as tuas palavras, que agradeço do fundo do meu coração.Os amigos fazem parte da escadaria que nos leva até ao pico do amor.Nunca subestimei o imenso poder que eles carregam.E não importa se são reais ou virtuais, porque a força do amor, ainda que encontre obstáculos á sua passagem,sai sempre vencedor.E chega sempre ao seu destino, que é também a sua origem.O coração...Eternos beijos retribuidos de mim, para ti.

p/eremita-Que bom receber um elogio de quem já acumulou o dobro da sabedoria. O blog do amaral é daqueles lugares em que me sinto "em casa", e nem imagina como fico contente por receber aqui, tantos amigos desse vizinho querido.Em breve irei visitá-lo, para beber mais dessa sabedoria que estou certa ir encontrar.Muito obrigada pelo alerta que me deixou.Graças a ele, todos os caminhos se abriram ... Um beijo.

p/rosa maria- Obrigada por teres gostado do meu cantinho, fico feliz se um dia voltares.O Amaral é sem dúvida um amigo especial, e sinto-me muito abençoada por ter merecido tanto carinho embalado em palavras de quem sabe amar.beijo grande...

p/um momento-Que abraço bom! Apenas aguardo a benevolência do tempo, para passar nos teus momentos.Certamente será um lugar de onde me deixarei embalar.Devolvo a força desse abraço que senti como se fosse real.Muito obrigada e um beijo FORTE...

tb disse...

Somos partes de um todo e apenas somos fortes dando as mãos...

Cláudia disse...

p/tb- Tens toda a razão.O banco universal do amor está na união entre todos os seres.De mãos dadas, tudo é possivél...

eveonclouds disse...

ai, que ouvir-te a abrires-te, flor, me ensurdece...
Quanto som, quanta cor, quanto amor esse renascer, minha fénix!

Te aguardam as asas de Anjos, sempre, para te fazerem voar .... eu te gosto todos os dias, sempre.

Cláudia disse...

p/eveonclouds- Que seria de mim, sem essas asas, minha nuvem encantada? E sem a magia do teu jardim, então?... Te gosto sempre e cada vez mais.Beijos mil...