Número total de visualizações de página

terça-feira, 26 de junho de 2007

A RESIDÊNCIA DIVINA




O Paraíso serve a muitos propósitos na administração dos reinos universais, contudo, para os seres criaturas, ele existe, primordialmente, como o local de morada da Deidade. A presença pessoal do Pai Universal é residente no centro exato da superfície superior dessa morada quase circular, mas não esférica, das Deidades. Essa presença do Pai Universal no Paraíso é imediatamente rodeada pela presença pessoal do Filho Eterno, ao mesmo tempo em que são ambos revestidos pela glória indescritível do Espírito Infinito.
Deus habita, tem habitado e para sempre irá habitar nessa mesma morada central e eterna. Nós O temos sempre encontrado e sempre O encontraremos lá. O Pai Universal é cosmicamente focalizado, espiritualmente personalizado e geograficamente residente nesse centro do universo dos universos.
Todos sabemos qual é o caminho direto a percorrer para encontrar o Pai Universal. Vós não sois capazes de compreender muito sobre a residência divina, por sua distância de vós e pela imensidão do espaço que vos separa dela; no entanto, aqueles que são capazes de compreender o significado dessas distâncias enormes conhecem a localização e a residência de Deus, tal como vós, certa e literalmente, sabeis a localização de Nova Iorque, Londres, Roma ou Cingapura, cidades definidas e geograficamente localizadas em Urântia. Se fôsseis navegadores inteligentes, equipados com uma nave,
mapas e bússola, vós iríeis achar essas cidades prontamente. Do mesmo modo, se tivésseis o tempo e os meios de viajar, se fôsseis espiritualmente qualificados e se tivésseis o norteamento necessário, vós poderíeis ser pilotados de universo a universo e de circuito a circuito, em uma jornada sempre para o interior, através dos reinos estelares, até que, por fim, estaríeis diante do resplendor central da glória espiritual do Pai Universal. Providos com tudo o que for necessário para a viagem, é tão possível encontrar a presença pessoal de Deus no centro de todas as coisas quanto encontrar cidades distantes no vosso próprio planeta. Que vós não haveis ainda visitado esses locais, de nenhum modo contesta a realidade deles; nem a sua existência factual. Pois, se poucas são as criaturas do universo que se hajam encontrado com Deus no Paraíso, de nenhum modo isso invalida, seja a realidade da existência Dele, seja a factualidade da Sua pessoa espiritual no centro de todas as coisas.
O Pai pode ser sempre encontrado nessa localização central. Se Ele se movesse, um pandemônio universal precipitar-se-ia, pois Nele convergem, nesse centro residencial, as linhas universais de gravidade, vindas desde os confins da criação. Se remontarmos ao circuito da personalidade através dos universos, ou se seguirmos as personalidades em ascensão, na sua jornada interior até o Pai; se traçarmos as linhas da gravidade material até o Paraíso Inferior, ou se seguirmos os ciclos emergentes de força cósmica; se traçarmos as linhas da gravidade espiritual até o Filho Eterno, ou se seguirmos a procissão na direção interna dos Filhos de Deus do Paraíso; se traçarmos os circuitos da mente ou se seguirmos os trilhões de trilhões de seres celestes que nascem do Espírito Infinito – por meio de qualquer dessas observações, ou por todas elas, seremos conduzidos de volta diretamente até a presença do Pai, na Sua morada central. Aqui, Deus está, pessoal, literal e efetivamente presente. E deste Ser infinito fluem os caudais das correntes da vida, da energia e da personalidade, para todos os universos.

( O livro da Urantia)

8 comentários:

Luzidium disse...

É verdade, essa maravilhosa ilha no centro de Havona...

Luminosa escolha = )

Beijo

Amaral disse...

Não conheço o livro e, pelo que acabo de ler, não me vejo capaz de acompanhar a ideia.
Para mim, o Paraíso, a morada central, o Pai e o Filho, os caminhos para a sua Presença - tudo o que este livro revela - vale o que vale, na sua (boa) intenção de explicar o que parece inexplicável.
A complexidade do mundo divino será certamente dotada da maior simplicidade.
Deus, como Processo, como Divindade Unica e Suprema, será, simplesmente, Aquilo Que É.
Deus é Tudo o Que Existe. O mundo físico é uma manifestação de Si. O mundo espiritual é Deus-Espírito. Apenas isso! As partes de Si que Nós Somos comungam com o Todo através do conhecimento que é de ambos. Porque ambos São A Mesma Coisa, ambos São sempre e nunca deixam de Ser...
A localização de lugares especiais pode existir, mas não deixam de "estar em Deus", ao alcance dum pensamento no mundo espiritual.
Não "vejo" que precisemos de naves ou de sermos pilotos experimentados para alcançarmos a Essência.
E não estou a "ver" o Filho Eterno, separado do que quer que Seja, a não ser as "partes de Deus" que desejam evoluir. Porque, se a Vida é um Processo, e se nada tem um final, tudo evolui e tudo fervilha de vida, esta força de energia não vai parar nunca. A eternidade do ser fará parte da Alegria do Ser, sempre sendo dentro de Si mesmo!
Talvez por "sentir" assim as coisas, teria de ler com muita atenção O livro da Urantia para dele retirar aquilo que "a minha verdade" entenda...

Luis Carlos disse...

Olá Claúdia,

Já tive oportunidade de ler um pouco do Livro da Urantia, assim como o Livro de Kryon, que vêm mais ou menos na mesma linha.

Tal como o Amaral disse, eu concordo com essa visão de Deus dele, assim que eu me vejo em relação a Deus.

Para mim, em termos espirituais, Deus não está perto nem longe de nós, Deus É Em Mim, Deus É Em Ti, Deus É Em Tudo. Estamos imersos de corpo e alma em Deus.

Por isso, quando há algo que me diz que eu estou longe de Deus ou que estou perto de Deus, apenas digo que é um ruído, muitas vezes esses ruídos trazem mensagens que eu considero importantes, mas são ruídos.

Até já,
Luís Carlos

Cláudia disse...

p/luzidium-As escolhas que faço, são as que me acendem a luz da alma.Por isso são luminosas.Obrigada e beijo.

p/amaral-Concordo com alguns dos teus pontos de vista, assim como respeito os que não estão em sintonia com os meus. Para mim, o livro de urantia, é magnifico e tal como já disse, faz ressoar dentro de mim um "isto está certo", que não consigo explicar por palavras.É de tal forma forte, que me leva ás lágrimas, só para teres uma ideia.Apesar de ser não ser simples, está extrêmamente bem explicado, mas leva tempo dedicação e paciência.Precisa ser estudado, aos poucos, com calma, se quisermos, é claro.Se eu quiser analisar o corpo humano, por exemplo, vou achar complexo e não vou perceber nada.São células, muscúlos, orgãos, neurónios, e um sem fim de sistemas organizados, perfeitos, e equilibrados.Para um cientista, talvez isso não seja complexo, mas para o meu entendimento, sim. Deus é tudo o que existe sim, o mundo físico é uma manifestação Dele, mas não só.O livro fala de todos os universos, de todos os seres que o habitam, de todas as hierarquias, de como é organizado, de como nada é criado ao acaso.Perceber através do livro, a perfeição de tudo o que existe, e o profundo amor que é derramado por Ele para tudo o que existe, através de seres especificos para cada caso, respeitando profundamente a essência de cada um, levou-me a compreender que nós somos A NAVE.Só nos resta estar providos de tudo o que for necessário para a viagem.O livro, vem confirmar a frase que li das conversas com Deus do Neale Donald Walsh." Não vos enviei senão anjos, não vos dei senão milagres..."

p/luis carlos-Não vejo essa separação de que falas, muito menos ouço ruído algum.Vejo Deus dentro de todas as coisas, tal como tu.Grata pela visita.Todas as opiniões são bem-vindas.É para isso que serve este portal.

Amaral disse...

Amiga, ainda bem que somos todos diferentes. Que bom! Até no entendimento, na comunhão com a verdade interior...
Fico feliz porque encontraste as respostas que te preenchem e, tal como diz Neale também, quem está bem com a sua verdade não tem que procurar mais nada!
E é assim, acho eu!
Não vamos preocupar-nos com as verdades que são "a verdade" de cada um! Porque onde há harmonia há um Deus desperto!
Os anjos estão entre nós. Escutemo-los!
Tu, Cláudia, estarás a ouvir um deles, pertinho de ti, a segredar-te o que anseias ouvir...

Marco disse...

Cláudia!
Vim agradecer-te pela visita e as carinhosas palavras deixadas em meu espaço...
Obrigado querida!!!
Beijos

Cláudia disse...

p/ amaral-não é apenas um anjo que me segreda ao ouvido.São hostes de anjos.Sou tão abençoada por tanta coisa!E agradeço do fundo do meu coração as palavras que me deixas...

p/marco-As palavras são mais que merecidas e sentidas.Beijos grandes no teu coração...

tb disse...

Com todo o respeito por todas as opiniões, gosto mais de pensar e sentir que Deus existe dentro de mim tão perto que o sinto e falamos sempre que apetece seja a ele ou a mim....
beijinhos