Número total de visualizações de página

segunda-feira, 30 de abril de 2007

A MENTE


A mente do homem pode alcançar altos níveis de discernimento espiritual, e esferas correspondentes de divindade de valores, porque ela não é totalmente material. Há um núcleo espiritual na mente do homem- O Ajustador , de presença divina. Há três evidências distintas de que esse espírito reside na mente humana:


1- A comunhão humanitária- o amor. A mente puramente animal pode ser gregária por autoprotecção, mas apenas o intelecto residido pelo espírito é altruista de um modo não egoísta e ama incondicionalmente.


2- A interpretação do universo- a sabedoria. Apenas a mente residida pelo espírito pode compreender que o universo é amigável com o indivíduo.


3- A avaliação espiritual da vida- a adoração. Apenas o homem residido pelo espírito pode compreender-realizar a presença divina e buscar atingir uma experiência mais plena a partir desse gosto antecipado de divindade.


A mente humana não cria valores reais; a experiência humana não gera o discernimento universal. Quanto a esse discernimento, o reconhecimento dos valores morais e o discernimento dos significados espirituais, tudo o que a mente pode fazer é descobrir, reconhecer, interpretar e escolher.


Os valores morais do universo tornam-se uma posse intelectual, pelo exercício dos três julgamentos básicos, ou escolhas, da mente mortal:


1. O autojulgamento- a escolha moral.

2. O julgamento social- a escolha ética.

3. O julgamento de Deus- a escolha religiosa.


Assim parece que todo o progresso é efectuado por uma técnica conjunta de evolução revelacional.


Se um amante divino não vivesse no homem, ele não poderia amar generosa e espiritualmente. Se um intérprete não vivesse na mente do homem, ele não poderia verdadeiramente compenetrar-se da unidade do universo. Se um bom avaliador não residisse na mente do homem, ele possivelmente não poderia apreciar os valores morais e reconhecer os significados espirituais. E esse amante provém da fonte mesma do amor infinito; aquele intérprete é uma parte da Unidade Universal; e o avaliador é filho do centro e fonte de todos os valores absolutos da realidade divina eterna.
( Retirado do livro de Urântia )

13 comentários:

Sophie disse...

Depois de alguns tempos desaparecida, retornei ao teu sabedor cantinho...

Que saudades...:-)

Tudo de bom para ti!!

Cláudia disse...

p/sophie- que bom retornares com saudades, fico muito feliz...

Jonice disse...

Que bom estar aqui outra vez. Tinha vindo tão pouco, mas fora o suficiente para sentir saudades de encontrar novas postas. Muito obrigada por tua visita no English e um beijinho.

Entre linhas disse...

A mente humana é uma caixinha muito enigmática,recheada de surpresas.

Bjs Zita

António Rosa disse...

Olá Cláudia,

Aparentemente, o "Livro de Urântia" está a chegar à blogoesfera. Isso é excelente.

Andei por aqui a apreciar o teu blogue. Gostei imenso.

Agradecido pela visita à esfera da astrologia.

Um abraço

António Rosa

mitro disse...

Isto é filosofia...

Cláudia disse...

p/jonice-Que bom, receber-te por cá de novo também!foi um prazer passar pelo seu English, voltarei...bjos.

p/Todo o ser é uma caixinha de surpresas, e isso é que é fascinante, não é? Tentei acessar ao seu perfil, mas n
ão consegui.Com pena...

Cláudia disse...

p/antónio rosa-Gostei muito da esfera da astrologia, e irei voltar sempre que puder.Ao ler um comentário seu, no luzidium, apercebi-me que já tinha lido o livro de urantia, e foi isso que despertou a minha curiosidade.Sou apaixonada pelo livro, apesar de ainda não o ter lido por inteiro.Tive a sorte de conhecer um mestre espiritual, que me falou sobre, e acerca do livro, fazendo todo o meu ser vibrar.Esperei algum tempo até que fosse traduzido e tenho andado a ler um pouco todos os dias no site brasileiro. É tão maravilhoso, que não resisti a publicar um pedacinho daquele imenso céu...

Cláudia disse...

p/mitro-isto, é o que cada um decidir ,e quiser...

Amaral disse...

O Livro de Urântia é muito vasto e complexo.
Mas o que aqui nos trazes é apenas uma análise da mente humana, assunto que tem dado para muitas pesquisas e controvérsias.
Ninguém poderá dizer que é dono da verdade.
Mas repara nos livros de António Damásio e do seu extraordinário trabalho na descoberta do que se passa na mente humana e da sua localização física.
A interpretação de tamanhos dados leva-nos a reflectir... e não é fácil tirarmos conclusões.
De qualquer modo, não esqueçamos que o ser humano é composto por três partes: o corpo, a mente e a alma. O corpo é a componente física, a mente reside em todas as células, a alma é a parte divina, o espírito, o Eu interior, que habita todo o espaço do nosso ser (o enorme espaço vazio entre as células... e há quem fale na aura...).
A mente humana nada poderá fazer face ao poder infinito da alma, que é a ÚNICA que decide, em verdade, a continuação ou não neste mundo terrestre...

Cláudia disse...

p/amaral-Confesso que nuca li nada do António Damásio, mas despertaste a minha curiosidade.Concordo com o que dizes em relação ao poder da Alma, mas o que interpretei acerca do que li,é que a alma também reside na mente humana.Ou seja, o ajustador de pensamento, é o espírito(ou a parte da alma), responsavél pelo discernimento.Hoje saíu-me o Anjo da verdade que diz o seguinte: Tudo o que é real e tem existência está ancorado na verdade.Dez pessoas podem olhar para uma mesma coisa e vê-la de diferentes ângulos, porém é a totalidade e a integridade daquilo que existe que o torna verdadeiro, e não a forma como é visto.Somos seres cuja verdade está ancorada na mais pura fluência da energia divina; Quanto mais permitimos que essa energia nos vivifique, mais a verdade se manifesta nas nossas vidas...

Luzidium disse...

Gosto muito do António Damásio já tive a felicidade de o ouvir numa palestra sobre neurociências, é sem dúvida um dos mais prestigiados cientistas portugueses...

"Somos seres cuja verdade está ancorada na mais pura fluência da energia divina; Quanto mais permitimos que essa energia nos vivifique, mais a verdade se manifesta nas nossas vidas..."

É uma grande frase, belíssimo post Cláudia.

Abraço Luminescente

Cláudia disse...

O António Damásio será a minha próxima busca no próxim ida à fnac.Está decidido!
Obrigada pelo teu comentário, iluminado, como sempre...
A frase não é minha , e sim de um livro que anda sempre comigo.Chama-se meditando com os anjos e é da editora pensamento.Quem mais do que os anjos, para exprimirem uma beleza assim?...
Um beijo de luz no teu coração.